adesao

Aplicativos para adesão ao PERT-Simples Nacional e PERT-MEI já estão disponíveis

Os aplicativos para adesão ao Programa Especial de Regularização Tributária das ME e EPP optantes pelo Simples Nacional (PERT-SN) e Simei (PERT-MEI) na RFB já estão disponíveis.

O pedido de adesão deve ser realizado até o dia 09/07/2018.

O PERT, instituído pela Lei Complementar nº 162/2018 e regulamentado pelas Resoluções CGSN 138/2018139/2018, oferece parcelamento com reduções nos valores de juros e multas, para os débitos apurados no Simples Nacional ou no Simei de períodos de apuração (PA) até 11/2017.

O pedido de adesão ao PERT para os débitos de Simples Nacional e Simei em cobrança na RFB é realizado, exclusivamente, pela internet, no portal do Simples Nacional ou no Portal e-CAC da RFB.

No portal do Simples Nacional, acesse:

  • Para débitos apurados no Simples Nacional: Simples/Serviços > Parcelamento > Programa Especial de Regularização Tributária – PERT-SN;
  • Para débitos apurados no Simei: Simei/Serviços > Parcelamento > Programa Especial de Regularização Tributária – PERT-MEI.

São 3 (três) as modalidades de adesão ao PERT, tanto para débitos apurados no Simples Nacional como para débitos no Simei.

Para qualquer uma das 3 modalidades, é necessário pagar 5%, como entrada, do valor da dívida consolidada, sem reduções. Essa entrada pode ser paga em até 5 parcelas mensais e sucessivas, observando o valor mínimo da parcela.

 

O valor restante (95% da dívida consolidada), pode ser regularizado em:

  • Parcela única: com redução de 90% dos juros de mora, 70% das multas de mora, de ofício ou isoladas e 100% dos encargos legais, inclusive honorários advocatícios;
  • Em até 145 parcelas: com redução de 80% dos juros de mora, 50% das multas de mora, de ofício ou isoladas e 100% dos encargos legais, inclusive honorários advocatícios;
  • Em até 175 parcelas: com redução de 50% dos juros de mora, 25% das multas de mora, de ofício ou isoladas e 100% dos encargos legais, inclusive honorários advocatícios.

OBSERVAÇÕES:

  1. A escolha da modalidade ocorre no momento da adesão, sendo irretratável.
  2. O valor mínimo da parcela é de R$ 300,00 para débitos de Simples Nacional e de R$ 50,00 para débitos do Simei.
  3. A empresa não optante pelo Simples Nacional ou Simei pode aderir ao PERT, caso tenha débitos desses regimes.
  4. Os débitos da empresa baixada podem ser incluídos no PERT. Ao realizar o pedido, informe o CNPJ da empresa (para pedido na RFB).
  5. A empresa que tenha débitos de Simples Nacional e débitos de Simei pode solicitar dois pedidos, um para cada regime de tributação.
  6. Aqueles contribuintes que já possuem um pedido de parcelamento ativo devem desistir do parcelamento, previamente, para a inclusão desses débitos no PERT, ressaltando que apenas os débitos até o PA 11/2017 poderão ser incluídos.
  7. Para débito de Simples Nacional inscrito em Dívida Ativa da União, o aplicativo para adesão e demais informações estão disponíveis no portal e-CAC da PGFN.

CONSULTE O MANUAL DO PERT, para mais informações.
SECRETARIA-EXECUTIVA DO COMITÊ GESTOR DO SIMPLES NACIONAL

Print

Dia de jogo do Brasil na Copa do Mundo não é feriado!

 

Os dias dos jogos da seleção brasileira, não são considerados feriados. A dispensa para assistir aos jogos, depende de acordo entre empregador e empregado.

Por não se tratar de uma folga obrigatória, as empresas podem exigir que os trabalhadores compensem depois as horas não trabalhadas durante os jogos da Copa.

 

A reforma trabalhista em vigor desde novembro de 2017, passou a estabelecer em seu artigo 59, que é lícito o regime de compensação de jornada estabelecido por acordo individual, tácito ou escrito, para a compensação no mesmo mês.

 

Se a compensação de horas ocorrer em outro mês, as regras mudam. Caso a compensação ocorra em até seis meses, o acordo deve ser feito por escrito. Se for em 01 (um) ano, precisa passar pelo sindicato dos trabalhadores da categoria.

 

O acordo de compensação deve respeitar o limite de horas diárias, nestas já computadas a jornada normal e eventuais compensações de jornada, como é o caso do sábado.

 

Mesmo para os casos em que o Empregador opta por oferecer espaços para os funcionários assistirem aos jogos da Copa nas dependências da empresa, poderá ser exigido que o trabalhador compense depois o tempo em que parou, desde que durante o período em que ficar assistindo aos jogos, não esteja a serviço da empresa e não receba ordens, CLT, Artigo 4º § 2º.

 

Se um empregado não for trabalhar nos dias e/ou horários dos jogos deliberadamente, será uma ausência não justificada. O empregador pode dar uma punição, uma advertência verbal ou escrita, inclusive realizar o desconto em folha.

 

Neste mesmo sentido já se manifestou o Ministério do Trabalho. Veja a íntegra da notícia clicando [1] AQUI

 

A Copa do Mundo como todos sabemos, ocorre a cada 04 anos, e é considerada uma das paixões nacionais, sendo, portanto, uma oportunidade para a empresa integrar a equipe, priorizando o relacionamento entre empresa e empregado, neste momento de descontração.

[1] http://trabalho.gov.br/noticias/5964-folga-nos-jogos-do-brasil-pode-ser-compensada-mediante-acordo-entre-empresas-e-trabalhadores

[1] http://trabalho.gov.br/noticias/5964-folga-nos-jogos-do-brasil-pode-ser-compensada-mediante-acordo-entre-empresas-e-trabalhadores
Fonte: Ministério do Trabalho
http://trabalho.gov.br/noticias/5964-folga-nos-jogos-do-brasil-pode-ser-compensada-mediante-acordo-entre-empresas-e-trabalhadores

e social logo

Sindimetal promove palestra sobre eSocial

Você conhece o eSocial?
Sua empresa já está obrigada a iniciar a implantação do eSocial?
Qual o impacto do eSocial na sua empresa?
O que muda em relação a Saúde e Segurança do Trabalho
com a implantação do eSocial?

Neste encontro serão abordadas as respostas aos questionamentos acima e a maneira como as empresas devem se preparar para atender as novas práticas em relação ao eSocial. Ainda, como deverão ser as relações entre EMPREGADORES, EMPREGADOS E GOVERNO a partir da implementação desse sistema. A implantação do eSocial esta ocorrendo em cinco fases, incluindo micros e pequenas empresas e MEIs que possuam empregados, cuja utilização obrigatória está prevista para 16 de julho de 2018. Fique atento!

Palestrantes: Reginaldo Farias/Sindimetal Maringá e Carolina Zagoto/Sesi Maringá.

20/06/2018 – às 8h15 – Na Sede do Sindimetal Maringá

Inscrições para participação (por pessoa):

-Gratuita para indústrias associadas ao Sindimetal

-R$ 25,00 para indústrias associadas
aos Sindicatos Industriais Parceiros

-R$ 50,00 para indústrias não associadas aos
Sindicatos Industriais

Mais informações: (44) 3224-4186
sindimetal@sindimetalmaringa.com.br

brasil mais produtivo

Programa Brasil Mais Produtivo (B+P), inscrições até 17/06

O Programa Brasil Mais Produtivo (B+P), que  visa aumentar a produtividade em processos produtivos na indústria, com a promoção de melhorias rápidas, de baixo custo e alto impacto, estão com as inscrições abertas!

Mas atenção, as vagas são limitadas e inscrições terminam no dia 17/06.

Saiba mais acessando o site: http://www.brasilmaisprodutivo.gov.br/home.aspx e já faça seu cadastro.

Não perca esta oportunidade de fazer a sua indústria crescer!

 

Brasil Mais Produtivo

luz

Aberto edital de Inovação para a indústria, participe

Inovar é fundamental para a competitividade da indústria brasileira. O Edital de Inovação para a Indústria é uma iniciativa que valoriza essa prática, financiando o desenvolvimento de novos produtos, processos e serviços inovadores.

Empresas de qualquer porte podem inscrever nas cinco categorias do Edital. No total, R$ 55 milhões em aportes serão disponibilizados por meio da parceria entre o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE), o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) e o Serviço Social da Indústria.

COMO PARTICIPAR?

As empresas podem enviar propostas durante todo o ano.
Os resultados são anunciados periodicamente e as ideias reprovadas podem ser aprimoradas e reenviadas.

QUEM PODE PARTICIPAR?

Empresas do setor industrial brasileiro de todos os
tamanhos, inclusive startups de base tecnológica.

Mais informações, acesse AQUI

Contato em Maringá:

Adilson João Jenck
Tecnologia e Inovação

Instituto SENAI de Tecnologia em Metalmecânica

Instituto SENAI de Inovação em Engenharia de Estruturas

LABORATÓRIO ABERTO SENAI

|44| 3293-6736         3293-6746

SAMSUNG CAMERA PICTURES

Sindimetal Maringá participa de reunião do comitê gestor de Logística Reversa em Curitiba

O Sindimetal Maringá marcou presença na 8ª reunião do comitê gestor  da Logística Reversa do Setor Metalmecânico que aconteceu no último dia 16 de maio em Curitiba.

A reunião  teve por objetivo esclarecer questões relacionadas ao Plano de Logística Reversa do setor, sanando dúvidas quanto à forma de atender ao Termo de Compromisso assinado pelos sindicatos.

O coordenador de Resíduos Sólidos da Secretaria do Estado de Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Paraná (SEMA), Vinicio Bruni, foi a autoridade convidada para participar.  Bruni ressaltou que “em primeiro lugar, é preciso que haja uma integração entre os sindicatos que representam o setor com o propósito de criar um cronograma de trabalho, formulando um projeto de logística reversa com informações entre as quais: os produtos colocados no mercado pelas empresas, o gerenciamento deste material no final da sua vida útil, e posteriormente, informações sobre os resultados do trabalho”.

Segundo Bruni, os dados encaminhados pelo setor produtivo à SEMA vão ser lançados em um programa que transformará os relatórios obtidos pela indústria num mapa eletrônico, cujo objetivo será acompanhar a evolução do trabalho de cada segmento da cadeia produtiva, considerado o Plano Estadual de Resíduos.

“Hoje, as empresas ainda veem a logística reversa como um problema, porém, ela precisa ser encarada como um negócio que tenha por objetivo dar destinação correta para o produto, satisfazendo as exigências das leis vigentes no país e criando, sobretudo, oportunidades de ganho com a coleta desses resíduos. Mas, para que isso aconteça, é preciso diálogo e bom senso entre todos os envolvidos”, finaliza.

DSC_0213

Associados ao Sindimetal e sindicatos parceiros participam do Encontro com RH – Palestra Jurídica

Aconteceu no Sindimetal Maringá no último dia 16, o Encontro com RH – Palestra Jurídica.

Além dos associados ao Sindimetal, esta edição do encontro contou também com a presença de representantes de empresas associadas aos sindicatos parceiros, que puderam acompanhar o tema proposto:

Remuneração e o término da vigência da Medida Provisória 808/2017

Referente ao tema, foram debatidos os tópicos:

-O que se considera remuneração do empregado;
-Quais mudanças a Reforma Trabalhista trouxe em relação a remuneração;
-Quais as importâncias não integram a remuneração do empregado;
-O que altera com o término da Medida Provisória;
-Como ficam os Contratos de Trabalho que se iniciaram durante a Medida Provisória.

A palestra foi ministrada pelo advogado do Sindimetal, Reginaldo Farias.

Uma pesquisa de sugestão para escolha do próximo tema está sendo enviada aos participantes.

O próximo encontro acontecerá na terceira semana do mês de junho.

 

 

0401-NEGÓCIOS-2-1024x755

Segunda edição do voucher tecnológico destaca custos reduzidos e soluções personalizadas para empresas. Participe!

Este é o apoio que você precisa para dar os primeiros passos para a inovação.

O Sebrae/PR e o Sistema Fiep promovem o Voucher Tecnológico, uma iniciativa realizada por meio dos Institutos Senai de Tecnologia e Inovação que possibilita o acesso de forma simples e com custos reduzidos a soluções  personalizadas para melhorar os processos, serviços e produtos de pequenas  e microempresas.

O Voucher Tecnológico é voltado para micro e pequenas empresas e startups devidamente  formalizadas, com faturamento anual de até R$ 4,8 milhões.

Benefícios:

MANUFATURA DIGITAL

Monitore e melhore em tempo real a produtividade do processo gargalo em sua fábrica.

– Soluções em conectividade
– Otimização nos processos produtivos

 

ENSAIOS INVESTIGATIVOS

Identifique e solucione as causas das falhas no processo de fabricação ou no produto.

– Análises e interpretação de resultados
– Identificação de novas oportunidades

 

PROTOTIPAGEM

Construção de produto minimamente viável.

–  Desenvolvimento de novos produtos e materiais

– Atestado de requisitos funcionais mínimos

Inscrições de 15/05 a 30/06.

Para participar, CLIQUE AQUI

carteira_de_trabalhona-5011914

Remuneração e o término da vigência da Medida Provisória 808/2017 é tema de palestra na próxima quarta-feira (16)

Acontece no próximo dia 16 de maio mais uma edição do Encontro com RH – Palestra Jurídica, promovida pelo Sindimetal Maringá.

O evento desta vez, terá como tema: Remuneração e o término da vigência da Medida Provisória 808/2017

Dentro deste tema, serão debatidos os tópicos:

-O que se considera remuneração do empregado;

-Quais mudanças a Reforma Trabalhista trouxe
em relação a remuneração;

-Quais as importâncias não integram a
remuneração do empregado;

-O que altera com o término da Medida Provisória;

-Como ficam os Contratos de Trabalho que se
iniciaram durante a Medida Provisória.

A palestra é ministrada pelo advogado do Sindimetal, Reginaldo Farias.

Nesta edição, a palestra é aberta para indústrias associadas aos sindicatos da indústria, e empresas não associadas.


 

Indústrias associadas ao Sindimetal Maringá tem participação gratuita.

INDÚSTRIAS ASSOCIAS AOS SINDICATOS PARCEIROS R$ 25,00*
INDÚSTRIAS NÃO ASSOCIADAS AOS SINDICATOS INDUSTRIAIS R$ 50,00*

*valor por participante


Para inscrições, CLIQUE AQUI

SERVIÇO:

Palestra Jurídica – Encontro com RH

16/05/2018 às 8h15

Na sede do Sindimetal Maringá

 

 

fatores-produtividade-industria

Conquiste maior performance e menor custo na produção por meio de serviços com preço especial aos associados

Uma parceria realizada entre o Sesi/Senai e o Sindimetal Maringá proporcionará as indústrias associadas serviços obrigatórios e relacionados a aumento de produção e minimização de riscos com valor especial e atendimento exclusivo.

As ações, estão sendo oferecidas as indústrias associadas por meio de visitas realizadas pela equipe do sindicato.

Dentre os produtos e serviços oferecidos estão:

–Maior performance e menor custo na Produção

Para você que quer aumentar a produtividade do seu processo e de seus colaboradores.

Reduzir custos de produção e aumentar a competitividade da sua indústria, ter plantas mais enxutas e automatizadas.

Ter Plantas mais enxutas e automatizadas

Embasado em um diagnóstico e indicadores de desempenho, define-se a amplitude da atuação no processo de produção.

Escopo:

A metodologia para o desenvolvimento consiste em:

  • Diagnostico e definição dos indicadores;
  • Definição da planta e/ou processo a ser atendido
  • Utilização de técnicas e ferramentas de manufatura enxuta (Leiaute, Setup etc.)
  • Mapa de fluxo de valor, levantamento dos indicadores atuais, estudo do processo e definições das ações de melhoria
  • Plano de ação
  • Capacitação da equipe de colaboradores

Vantagens:

  • Aumento da produtividade
  • Processos mais dinâmicos e automatizados
  • Redução de custo da produção
  • Otimização de recursos materiais, humanos, financeiros e técnicos.

Valor especial com desconto para indústrias associadas ao Sindimetal.

Entre em contato conosco e saiba mais!

Contato:

Aline  (Sindimetal Maringá)

(44) 3224-4186

aline@sindimetalmaringa.com.br