incubadora

Memorial vai resgatar a história do café

Período auge da cafeicultura, entre 1957 e 1970, será exposto por meio de fotografias, objetos e máquinas no antigo IBC

Resgatar e preservar a história da cafeicultura nas regiões norte e noroeste do Paraná. Essa é a proposta do memorial que está em implantação no antigo prédio do Instituto Brasileiro do Café (IBC), que hoje abriga a Incubadora Tecnológica de Maringá.

O projeto do memorial, que será batizado com o nome do fotógrafo Armínio Archimedes Pedro Gonçalves Kaiser (1925-2014), autor do livro ‘Ao sabor do café’, foi detalhado para antigos funcionários do IBC em um almoço na sede do Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Maringá (Sindimetal).

“A ideia é que as pessoas que trabalharam no IBC contribuam com a doação de materiais e objetos da época”, explica o professor José Roberto Pinheiro de Melo, vice-presidente do Conselho de Administração da Incubadora.

Uma lista com os itens a serem angariados foi distribuída aos presentes na ocasião. Lá constam arado por tração animal, mesa de prova para identificação da bebida, empilhadeira, balança de pesagem, rodo, jogo de peneiras, moedor, amostras de café beneficiado, entre outros objetos que levem os futuros visitantes para uma viagem pelas décadas de 50, 60 e 70, auge da cafeicultura na região.